g2h

level

sábado, 19 de setembro de 2009

corinthians

FUNDAÇÃO
» Um grupo de homens de vida humilde - os pintores de casa Joaquim Ambrósio, Antônio Pereira e César Nunes; o sapateiro Rafael Perrone; o motorista Anselmo Correia; o fundidor Alexandre Magnani, o macarroneiro Salvador Lopomo, o trabalhador braçal João da Silva e o alfaiate Antônio Nunes - decidiram fundar o seu próprio clube de futebol. No dia 01 de setembro, à altura do número 34 da Avenida dos Imigrantes (atual José Paulino), no Bom Retiro, eles se reuniram e redigiram o primeiro estatuto do clube. Faltava apenas financiamento para o sonho se realizar. Foi aí que Miguel Bataglia entrou em cena. Bataglia era um requintado alfaiate; aceitou participar e foi oficialmente nomeado o primeiro presidente.
» O clube já tomava uma cara, mas faltava o nome. As idéias passaram por Santos Dummont, Carlos Gomes e até Guarani, mas nenhuma delas foi escolhida. Foi então que Joaquim Ambrósio sugeriu homenagear o famoso time inglês que fazia uma excursão pelo país: o Corinthian Football Club. O clube que se tornaria o mais querido do Brasil já tinha nome. A torcida e a imprensa chamavam a equipe de Corinthian’s Team. Assim, a letra "s" foi acrescentada ao nome, e o clube ganhou o elegante nome Corinthians.

Os primeiros jogos
» A estréia aconteceu dez dias após a fundação, em 10 de setembro de 1910. O adversário era o União da Lapa, uma respeitada equipe da várzea paulistana. Jogando fora de casa e esperando levar uma goleada, o Corinthians já mostrava que não estava para brincadeiras, e jogando com muita raça, acabou perdendo por apenas 1 a 0.
» Foi apenas um deslize. Quatro dias depois, o Corinthians já mostraria que nasceu para vencer: 2 a 0 sobre o Estrela Polar. A honra do primeiro gol coube ao atacante Luís Fabi, que assim entrou para a história do clube. Depois disso, foram dois anos de invencibilidade.


Com os bons resultados e o crescimento da torcida - que desde sempre já se mostrava fiel e fanática - o Timão passou a pleitear uma vaga no Campeonato Paulista. A Liga Paulista resolveu conceder uma chance, mas o Corinthians teria que disputar uma eliminatória. Não deu outra: dois jogos, duas vitórias - 1 a 0 no Minas Gerais e 4 a 0 no São Paulo do Bexiga - e o passaporte carimbado para disputar o Paulistão.
Na primeira partida oficial, o Timão tropeçou no Germânia, perdendo por 3 a 1. Mas Joaquim Rodrigues escreveu seu nome na história do Corinthians como o autor do primeiro gol em partidas oficiais. O Coringão acabou seu primeiro Paulista em 4o. lugar.
Em 1914, começava a hegemonia: no segundo Campeonato Paulista que disputou, o Corinthians não deu chance para os adversários. Uma campanha arrasadora, com dez vitórias em dez jogos, 39 gols marcados e goleadas para todos os lados. Neco (12 gols) ainda se sagrou o artilheiro da competição.
Começava assim a história futebolistica do Sport Club Corinthians Paulista.

fonte: http://www.campeoesdofutebol.com.br/hist_corinthians.html
Fonte: Arquivo e corinthians.com.br


O Corinthians é conhecido como o Time do Povo, termo que comprova seu grande contingente de torcedores, que alternam das classes mais ricas e principalmente, das classes mais carentes da sociedade. É a maior torcida do estado de São Paulo e tem uma disputa nacional com o Flamengo pelo posto de maior torcida do Brasil. De acordo com uma série de Institutos de pesquisas, como Ibope e Datafolha, além da Revista Placar, o Timão possui a 2ª maior torcida do Brasil com cerca de 25 milhões de torcedores.




A torcida do Corinthians, apelidada de Fiel, já realizou muitos feitos ao longo da história do clube. Em 1976, durante a semifinal do Campeonato Brasileiro, houve um movimento que ficou conhecido como a "Invasão Corintiana", quando cerca de 30 mil torcedores do Corinthians deslocaram-se de São Paulo para o Maracanã, o público pagante foi de 146 mil, mais 12 mil não-pagantes. O Fluminense tinha a "Máquina Tricolor", uma das maiores equipes de futebol de todos os tempos. O placar foi 1 a 1 e o Corinthians ganhou nos penaltis.

Outra grande manifestação de amor ocorreu em 2008, quando o clube disputava a Série B do Campeonato Brasileiro, onde a torcida lotava os estádios por onde o Timão passava, criando gritos de guerra inspirados em grandes cantores como Tim Maia e Roberto Carlos. Durante a votação de Melhores do Campeonato Brasileiro, a torcida ganhou o título de "Torcida de Ouro", dada a melhor torcida do ano. Em 2007 na primeira edição do prêmio a do Flamengo foi a vencedora.

Em 2008, pesquisa realizada pelo Instituto Paraná Pesquisas revela que o Corinthians possui a maior torcida do estado do Paraná, a frente inclusive de Atlético e Coritiba, que são os dois maiores clubes do estado.[34]

Em 10 de abril de 2009, o Corinthians lançou um documentário chamado Fiel, em homenagem à torcida, focalizando os anos de 2007 e 2008.,[35] O filme que conta com depoimentos de 30 torcedores, de jogadores do clube, além das principais cenas da queda e da volta à primeira divisão. A publicação do filme superou as expectativas se tornando o 10º filme mais visto com um público de 15.666 pessoas na primeira semana. Na média de pessoas por sala de exibição, superou o filme Pelé Eterno.[36]
Citação
«"Eu nunca vou te abandonar, porque te amo! Eu sou…Corinthians!"»

( - grito de incentivo que surgiu no final de 2007 e virou até camisa comemorativa com recorde de vendas)
Citação
«"Aqui tem um bando de louco, louco por ti Corinthians!"»

( - grito da torcida corintiana)


Rivalidade

Junto com o Palmeiras e com o São Paulo, o Corinthians compõe o chamado "Trio de Ferro" da capital paulista. Tem também uma grande rivalidade com o Santos. As quatro equipes dividem a paixão dos paulistas em função de suas imensas conquistas no futebol.
Derby Paulista

O Derby Paulista é conhecido como maior clássico de São Paulo, de acordo com a opinião das torcidas e da imprensa. Os jogos contra o Palmeiras param a cidade. É considerada uma das maiores rivalidades do futebol mundial (a 4º maior do mundo) e consequentemente a de maior rivalidade do Brasil.[38] O clássico foi apelidado pelo jornalista Thomaz Mazzoni, em referência à mais importante corrida de cavalo do mundo, o Derby de Epsom.

No primeiro confronto entre Palestra Itália (o nome Sociedade Esportiva Palmeiras só foi adotado em 1942, durante a Segunda Guerra Mundial) e Corinthians, aconteceu 6 de maio de 1917, houve vitória palestrina por 3 a 0.

fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/








Autor: Lauro D'Avila

Salve o Corinthians,
O campeão dos campeões,
Eternamente
Dentro dos nossos corações.

Salve o Corinthians
De tradições e glórias mil;
Tu és o orgulho
Dos esportistas do Brasil.

Teu passado é uma bandeira,
Teu presente, uma lição
Figuras entre os primeiros
Do nosso esporte bretão.

Corinthians grande,
Sempre Altaneiro
És do Brasil
O clube mais brasileiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba postagens por Email. Após colocar seu email procure sua caixa de entrada mensagem e confirme

Postagens populares

Google+ Followers

Google+ Badge

PESQUISE NO GOOGLE